Atendimento

segunda à sexta – das 7h às 13h

Na última terça-feira, 12, o público infantil entrou no clima de festa para celebrar o Dia das Crianças com muitas brincadeiras e presentes. Mas, além de alegria e diversão, o momento é também de reflexão para a sociedade sobre o respeito aos direitos expressos no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), que este ano completa 20 anos de existência. Atuando permanentemente em defesa desse público, o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA) tem se lançado ao desafio diário de combater a violência e a exploração infantil, conquistando muitas vitórias.                 

“Aracaju tem muito que se orgulhar, pois tem uma política de assistência social que é referência em todo o país. Temos tido uma significativa redução da exploração do trabalho infantil em todo o país e aqui na capital sergipana não é diferente. Aos 20 anos do ECA temos grandes conquistas, mas também novos desafios a serem enfrentados. Atualmente temos travado uma luta, em especial, contra a pedofilia, que tem se expandido por todo o mundo”, afirma o presidente do CMDCA, Robson Anselmo dos Santos.

Uma das atividades de sucesso do CMDCA em Aracaju é a campanha ‘Não dê Esmola. Dê Cidadania’, iniciada em 2005 e que ainda hoje colhe bons resultados. “Foi uma campanha feita para a sociedade no sentido de sensibilizar e conscientizar todos sobre o que gera a ação de dar dinheiro à criança ou ao adolescente na rua. Foi uma campanha muito bonita que tem surtido efeito ainda hoje”, ressalta o presidente do conselho.

Pesquisa

Com objetivo de aprofundar os registros do município quanto à exploração do trabalho infantil nas feiras livres, o CMDCA de Aracaju iniciará uma pesquisa nos próximos quatro meses. “A ideia é detectar onde estão essas crianças, coletar dados, promover um estudo mais aprofundado e buscar formas para trabalhar isso na sociedade. É preciso ter consciência de que os direitos da criança e do adolescente somente serão, de fato, respeitados, quando da execução de políticas públicas efetivas e estruturação familiar. Portanto, é preciso trabalhar em conjunto”, avalia Robson Anselmo.

Fonte: PMA

Deixe uma resposta

Arquivos de publicações

Notícias recentes

CRESS-SE

Contatos

(79) 3211-4991 ou (79) 3214-3487
Atendimento: segunda à sexta – das 7h às 13h

INSCRIÇÕES E REGISTROS:
E-mail: cressse18@gmail.com

TESOURARIA / ADMINISTRATIVO:
Tel.: (79) 3025-1132
E-mail: tesouraria.cress.se@gmail.com

FISCALIZAÇÃO E ORIENTAÇÃO (COFI)
E-mails: fiscalizacao@cress-se.org.br ou fiscalizacao2@cress-se.org.br

OUVIDORIA:
ouvidoria.cressse@gmail.com

COORDENAÇÃO:
cress-se@cress-se.org.br