Atendimento

segunda à sexta – das 7h às 13h

CRESS/SE: NA LUTA EM DEFESA DA IGUALDADE DE DIREITOS ENTRE HOMENS E MULHERES

A luta pela construção de uma sociedade igualitária, democrática, livre e com justiça social requer a eliminação da opressão de gênero, em uma verdadeira sociedade livre do “machismo”. A opressão de gênero é fundada a partir da perversa divisão sexual do trabalho, da qual se utiliza como subterfúgio para construir o que é ser homem e o que é ser mulher na sociedade, baseando-se nas diferenças biológicas existentes entre homens e mulheres. Esta construção define com grande limitação qual deve ser o papel do homem (visão de “provedor material” da família) e que o lugar exclusivo do homem deve ser no “esfera pública”, cabendo a eles a decisão sobre os rumos da sociedade. Já o papel destinado às mulheres, dentro desta mesma visão sexista, é o da (re-)produção, o da procriação, sendo o seu espaço por excelência o da “esfera privada”, circunscrita à casa, ao lar.
A desigualdade de gênero é uma construção social e cultural que vem sendo sedimentada na história ao longo dos séculos, tentando obrigar as pessoas a aceitarem essa desigualdade como se fosse algo meramente natural, normal.
No entanto, as mulheres não se calaram diante desta situação e, ao longo dos anos, as mesmas se organizaram para lutar contra a opressão e a exploração imposta à classe trabalhadora, a exemplo das operárias dos EUA, que foram queimadas por reivindicarem seus direitos; das mulheres socialistas que cobravam a criação do dia internacional da mulher; da luta pelo sufrágio universal, onde, nesse ano de 2012, completa 80 anos da conquista das mulheres brasileiras ao direito ao voto.
O CRESS/SE vem se somar às lutas das mulheres brasileiras, nordestinas e sergipanas pelo fim da opressão de gênereo, entendendo que o primeiro passo para esta luta é a organização das mulheres; segundo, que é preciso construir um Estado Democrático e de Direito que garanta, de fato, a cidadania feminina, através da construção de políticas públicas específicas, como a criação de coordenadoria/secretaria das mulheres, conselho dos direitos da mulher, a efetivação da Lei Maria Penha, a equiparação salarial com os homens, a criação de lavanderias e cozinhas comunitárias e creches para os filhos das trabalhadoras,  a garantia de que, no mínimo, 30% das candidaturas femininas ao poder legislativo sejam contempladas nas vagas aos cargos de vereador, deputado, senador e etc.
Assim, reafirmamos, a luta das mulheres é também a luta do CRESS/SE!
Gestão “Unir forças para avançar nas lutas”
Comissão de Comunicação:
Clouse Marinho
Júlio César Lopes de Jesus

Arquivos de publicações

Notícias recentes

Deixe uma resposta

CRESS-SE

Contatos

(79) 3211-4991 ou (79) 3214-3487
Atendimento: segunda à sexta – das 7h às 13h

INSCRIÇÕES E REGISTROS:
E-mail: cressse18@gmail.com

TESOURARIA / ADMINISTRATIVO:
Tel.: (79) 3025-1132
E-mail: tesouraria.cress.se@gmail.com

FISCALIZAÇÃO E ORIENTAÇÃO (COFI)
E-mails: fiscalizacao@cress-se.org.br ou fiscalizacao2@cress-se.org.br

OUVIDORIA:
ouvidoria.cressse@gmail.com

COORDENAÇÃO:
cress-se@cress-se.org.br