Atendimento

segunda à sexta – das 7h às 13h

IMG-20150519-WA0056

O Conselho Regional de Serviço Social (CRESS/SE) prestigiou a mesa de abertura do Seminário “Reforma urbana: Cidade de direitos”, realizado na noite desta terça-feira, 19, na Universidade Federal de Sergipe. Estiveram presentes os conselheiros Magaly Nunes de Gois, Thainara Guimarães Ribeiro e Aloísio Júnior.

 

A iniciativa é do Programa de Educação Tutorial em Serviço Social (PET-SS), Movimento de Trabalhadores Urbanos (Motu), A Assessoria Jurídica Popular Luiz Gama (AJP) e do Diretório Central dos Estudantes da UFS (DCE/UFS). A programação do seminário conta com debates, intervenções artísticas de teatro e hip hop, exibição de documentários, rodas de conversa, palestras e mesas redondas.

 

Ao longo de três dias de intensas atividades, profissionais e estudantes de diversas áreas, militantes sociais, especialistas e gestores públicos debatem a apropriação do espaço urbano pelo capital através da mercantilização dos espaços sociais das cidades. A ideia é proporcionar o debate teórico e o intercâmbio de experiências sobre as contradições sociais deste modelo de sociedade e destacar o papel dos movimentos sociais no processo de desconstrução deste modelo.

 

Durante a abertura do evento, a conselheira Magaly Nunes de Gois ressaltou o papel desempenhado pelo conjunto CFESS/CRESS no debate nacional a respeito do direito à cidade. Ela apresentou diversos momentos em que a entidade se pronunciou publicamente em defesa do tema. Exemplo disso são as seis edições do CFESS Manifesta, periódico em que a entidade expressa a opinião acerca de temáticas socialmente relevantes, dedicadas ao assunto. “A temática da ocupação do espaço urbano e do direito à cidade faz parte do cotidiano do serviço social brasileiro e o conjunto CFESS/CRESS não se furtou de debatê-lo e de formular sobre ele ao longo dos últimos oito anos”, informou Magaly.

 

Para ela, embora o debate acerca da ocupação do espaço urbano seja central a discussão de garantia de direitos e implementação de políticas públicas, ele ainda é visto erroneamente como um tema secundário, especialmente no âmbito acadêmico. “Por isso, é muito importante trazer a discussão a respeito da reforma urbana para dentro da universidade, em especial de maneira interdisciplinar, como foi feito neste seminário”, parabenizou.

 

Roda de conversa

 

A conselheira do CRESS participou ainda, na tarde desta quarta-feira, 20, da Tenda Cultural do evento. Na ocasião ela mediou uma roda de debates, que contou com a presença de estudantes e militantes sociais. Na ocasião, Magaly debateu questões relativas à ocupação do espaço urbano e expressões de lutas a partir dos documentários “Brasília: contradições se uma cidade nova” “Direitos esquecidos: moradia na periferia”.

 

Deixe uma resposta

Arquivos de publicações

Notícias recentes

CRESS-SE

Contatos

(79) 3211-4991 ou (79) 3214-3487
Atendimento: segunda à sexta – das 7h às 13h

INSCRIÇÕES E REGISTROS:
E-mail: cressse18@gmail.com

TESOURARIA / ADMINISTRATIVO:
Tel.: (79) 3025-1132
E-mail: tesouraria.cress.se@gmail.com

FISCALIZAÇÃO E ORIENTAÇÃO (COFI)
E-mails: fiscalizacao@cress-se.org.br ou fiscalizacao2@cress-se.org.br

OUVIDORIA:
ouvidoria.cressse@gmail.com

COORDENAÇÃO:
cress-se@cress-se.org.br