Atendimento

segunda à sexta – das 7h às 13h

PConferência da Assistência Social de Aracaju debate condições éticas e técnicas de trabalho no SUAS

 CRESS/SE convida assistentes sociais para participar da etapa da Conferência, que acontece nesta quarta-feira, 17, às 8h, na Estação Cidadania

x-conferencia-prov

AConferênciaNacionais de Assistência Social representam a maior instância de deliberação da política de Assistência Social no país e sua construção se dá em diversas etapas, envolvendo territórios e segmentos sociais. Amanhã, 17 de junho, ocorre m

ais uma etapa imprescindível deste processo: a PréConferência da Assistência social de Aracaju para os Trabalhadores do Sistema Único da Assistênc

ia Social (SUAS). O evento acontece às 8h, na Estação Cidadania, localizada na rua Pacatuba, 64, Centro.

Historicamente, o conjunto CFESS/CRESS vem contribuindo para a consolidação da política de Assistência Social como política pública. Diante disso e considerando a necessidade de debater as condições éticas e técnicas de trabalho no SUAS, o Conselho Regional de Serviço Social 18a. Região (CRESS/SE) convida todos os/as assistentes sociais a participarem desta etapa da conferência.

A presidente do Conselho Regional de Serviço Social de Sergipe (CRESS/SE), Itanamara Guedes, ressalta que entre as temáticas que compõem o Eixo Norteador da Conferência Nacional não consta nenhum subtema específico focado na gestão do trabalho do SUAS. “Assim, compreendemos que o debate a respeito das condições de trabalho dos trabalhadores do SUAS deve ser transversal”, explica a presidente. 

Guedes destaca a importância da organização dos trabalhadores para incidir politicamente em defesa dos seus direitos. “O espaço da pré-conferência é o primeiro momento de avaliação e organização das pautas que levaremos adiante nas outras etapas da conferência, até a nacional. Como trabalhadores do SUAS, devemos nos organizar para pautar nossas condições de trabalho e os problemas enfrentados pelo sucateamento da política de assistência social”, convidou.

Sucateamento do SUAS e condições de trabalho

Estrutura física inadequada para realização das atividades dos assistentes sociais, falta de equipamentos, materiais de expediente e de veículos que possam oferecer transporte para atendimento dos usuários, desvio de função,além do desrespeito à lei que regulamenta as 30 horas semanais de trabalho do assistente social são alguns destes problemas enfrentados pelos trabalhadores do SUAS que deverão estar na pauta de discussão durante a pré-conferência. A redução de investimentos nas políticas sociais, as constantes ameaças de flexibilização e retirada de direitos trabalhistas e os reflexos destes processos de valorização do Assistente Social também deverão ser debatidos pelos profissionais do serviço social.

Para Itanamara, as condições em que atuam os trabalhadores do SUAS interferem diretamente na qualidade do serviço prestado à população. “Entendemos que a garantir das condições de trabalho e a valorização do Assistente Social, assim como dos demais trabalhadores do SUAS, são pilares fundamentais para garantir os avanços e a consolidação do SUAS”, frisa a presidente do CRESS/SE.

Sobre a Conferência de Assistência Social

Com o tema “Consolidar o SUAS de vez rumo a 2026”, a X Conferência Nacional de Assistência Social acontece em dezembro deste ano em Brasília. Até la, pré-conferências, conferências municipais e estaduais ocorrem em todo o país. Todo este processo conta com a participação dos atores que fazem acontecer, na prática, o SUAS: usuários, trabalhadores, organizações da sociedade civil, gestores de todos os níveis, conselhos e sindicatos.As conferências são convocadas pelo poder público e construídas coletivamente por uma comissão paritária, ou seja, que envolve representantes dos governos e de entidades da sociedade civil organizada.

É durante a Conferência Nacional que estes segmentos avaliam a atual política de assistência, elaboram e debatem propostas e estratégias concretas de implementação de uma política de Estado, pensada a para os próximos 10 anos para o Sistema Único de Assistência Social, que este ano completa 10 anos de existência. Para isso, serão debatidos diversos temas, a exemplo do enfrentamento das situações de desproteções sociais e a cobertura dos serviços, programas, projetos, benefícios e transferência de renda nos territórios; O Pacto Federativo e a consolidação do SUAS; e o Fortalecimento da participação e do controle social para a gestão democrática.

Para a presidente do CRESS, as conferências são instrumentos de controle social e empoderamento da sociedade civil, pois permitem que todos os segmentos envolvidos com a política de Assistência Social participem das decisões relativas a esta política. “Por isso, nós, assistentes sociais, devemos participar e incidir em todas as etapas das conferências, tendo voz ativa na avaliação e formulação da política de Assistência Social”, defende.

Deixe uma resposta

Arquivos de publicações

Notícias recentes

CRESS-SE

Contatos

(79) 3211-4991 ou (79) 3214-3487
Atendimento: segunda à sexta – das 7h às 13h

INSCRIÇÕES E REGISTROS:
E-mail: cressse18@gmail.com

TESOURARIA / ADMINISTRATIVO:
Tel.: (79) 3025-1132
E-mail: tesouraria.cress.se@gmail.com

FISCALIZAÇÃO E ORIENTAÇÃO (COFI)
E-mails: fiscalizacao@cress-se.org.br ou fiscalizacao2@cress-se.org.br

OUVIDORIA:
ouvidoria.cressse@gmail.com

COORDENAÇÃO:
cress-se@cress-se.org.br